Proibição da venda de armas: SIM ou NÃO?

É o assunto que domina a maior parte do nosso dia neste momento. Tá todo mundo sem paciência já! Porém, mesmo assim, eu preciso lhes mostrar meu ponto de vista. Muitos colegas, amigos e gente que nem conheço, decidiram seus votos através da televisão, do rádio ou da opinião de outro colega. ISSO NÃO FUNCIONA ASSIM! A única pessoa que pode julgar e analisar é VOCÊ MESMO!

Peço que dêem uma olhada e pensem um pouquinho. Hoje tomo partido a favor do SIM. Amanhã lhes mando outro e-mail sendo a favor do NÃO. Quero que analisem os dois lados e decidam com plena certeza e argumentos decentes.

Por que votar NÃO?

Todo ser humano é capaz de definir o que é bom ou não segundo sua própria concepção. Compra-se uma arma somente quando se é necessário. Ninguém gasta dinheiro, tempo e físico para comprar uma arma sem que precise dela. Por isso, proibir o comércio e venda legal de armas é algo extremamente injusto. Se pago pela arma, pago pela legalização e passo por testes psicológicos físicos para obtê-la, é um direito meu possuí-la!

Pessoas que moram no campo vivem numa distância muito longa a da delegacia, na maioria das vezes. Como moram isolados (pois a distância de uma fazenda até a outra é considerável), são alvos fáceis dos ladrões. Sem ter como esperar ajuda da polícia ou de contar com ajuda de algum vizinho, estão totalmente desprotegidos. Como poderão se defender? É justo proibi-los de se proteger?

Se o bandido tem como principal “arma” a seu favor um revólver, que possamos nos defender com o mesmo “direito”.

Militares e policiais aposentados dependem da arma para se protegerem de bandidos e criminosos que prenderam enquanto agiam pela lei. São alvos de vinganças a todo o momento. Como se proteger? Não tem esse direito depois de terem cedido suas vidas pela sociedade?

Seguranças de empresa particulares, também são presas de saqueadores e arruaceiros em boates, shows, vilas, condomínios fechados… e, caso algum de seus “encrenqueiros” fique enraivecido e deseje revidar, precisam estar possuindo algo para legítima defesa.

Devido a esses argumentos deve-se votar NÃO.

Por que o SIM?

Antes de iniciar, lembre-se: não assisto televisão (não posso julgar o que está passando na tv), somos mentes críticas (não pessoas que formam sua opinião porque alguma mídia nos fez pensar assim) e não desejo mudar sua opinião. Só quero que analise os dois lados.

O que está em questão não é se bandido ficará sem arma ou não. Pois não é segredo que criminosos utilizam armas ilegais. Porém mais 100 mil pessoas morrem no Brasil por causa de acidentes com armas.

Crianças que encontram o objeto por acaso e morrem sem nem saber porque. Jovens que matam amigos nas escolas com armas dos pais (estão com a mente confusa e fazem burrada).E isso não é irreal. É realidade. Discuto com meu vizinho por que o cão dele não me deixa dormir há uma semana. Durante a discussão nos xingamos. Vou até minha casa, pego uma arma (pois estou exaltado e quero ser mais macho do que ele) e retiro uma vida simplesmente por “macheza”.

Esbarro em um rapaz na rua, o indivíduo me insulta e, se reclamo, já me aponta uma arma.Infelizmente é realidade. Não são bandidos, só pessoas que querem se achar mais homens ou pessoas alteradas. Até aqui ficou claro?

Sou assaltado e fico sem reação. Geralmente os bandidos não atiram sem reação. Porém, se invento de ser “herói” e retiro uma arma, ele atira e morro, ou morre alguém que esteja próximo a mim. Um filho, mãe, pai. Só porque pensei estar me defendendo com “violência”.O que nos roubarem podemos comprar de novo. Trabalhar para conseguir.Agora…Vida possuímos somente uma. É bobagem perdê-la à toa. O que acha?

A indústria bélica (que produz armamento), compra armas ilegais (semi-novas às vezes) e revende.Nada mais nada menos que pagar o mercado negro.As armas movimentam milhões de dólares (disse dólares) em todo o Brasil.Entende onde quero chegar?

Sobre pessoas que precisam, pois são policiais aposentados…Esta arma é mesmo segura?Sua família tem que viver com seu medo?Seu filho pode decidir fazer uma besteira e basta ir até seu quarto e… BUM!Feito.Mas pessoas que correm risco de vida poderão sim tem arma.Leia o estatuto.Só que serão cedidas pela polícia, e não COMPRADAS.

E sobre esse negócio de…”Ah meu direito!”.Direito de arrancar a vida de outro ser humano?É por esse “direito” que você vai votar?

Hum… o que mais… a respeito da tv.Se alguém muda sua opinião por causa de uma artista que disse algo,ou por causa de um político,ela não deveria nem votar.Seu senso não existe. É “Maria vai com as outras”.Não posso mudar (nem quero) a opinião de alguém que nem tem uma opinião própria.

Por fim, para deixar claro como é tola a idéia de “vai tirar a defesa do cidadão!” Ou “O bandido vai saber que a população tá desarmada!”. Você possui uma arma? Se possui, saiba que é privilegiado,já que para comprá-la LEGALMENTE é preciso passar por uma bateria imensa de testes(psicológicos e físicos) e pagar no mínimo R$ 400,00.

Acha que um bandido imagina que em toda casa haja uma arma? Mas é claro que não! Se pouquíssimos conseguem comprar uma arma e é claro que os que conseguem não são pobres, como um ladrão pensará que está todo mundo armado?

Se votar NÃO,as coisas permanecerão do jeito que estão. A situação está boa do jeito que está? Acredita mesmo nisso?


Artigo escrito em 2005, ano do referendo sobre a proibição da comercialização de armas de fogo e munições no Brasil

Anúncios
Esse post foi publicado em Crônicas e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s