Ballet!

Hoje assisti a uma apresentação de ballet!

O ballet nos demonstra belezas que, talvez, jamais víssemos em nosso cotidiano. Corpos jogados pelos ares, a leveza dos movimentos casados a sua precisão, os sorrisos estampados em todas as faces dançantes, a força de vontade para permanecer durante horas a saltar, pular, cambalear e, mesmo assim, sorrir ao mesmo tempo! E não é um sorriso falso, é um sorriso de felicidade!

Mulheres suportando o peso de seus corpos somente com a pontinha delicada de teus mimosos dedos, rapazes fazendo-as flutuar com os braços em teus ombros e cintura. Todos movendo-se simultaneamente e com uma precisão quase angelical! Ao dançar, deixam de ser quem são. Seja Maria, José, Dominique…Após entrar em cena eles são “um” só. São o espetáculo. Seus corpos pertencem à arte!

As músicas que embalam suas peripécias iniciam, hora clássicas e suaves, melancólicas e tristes. Para logo em seguida, nos derramar um belo brasileirinho! Mudando sua forma de agir e dançar em questão de segundos! É simplesmente fascinante!

Mas, por que estes bailarinos tão jovens, muitos talvez com a mesma idade que eu, estariam dançando por horas para pessoas que eles nem conhecem, sem receber bonificação financeira e deixando de estar com suas famílias em pleno domingo? Ainda não sabe a resposta? Pois então lhe direi eu mesmo.

Por mais que lhes seja cansativo e até doloroso um espetáculo como este, os bailarinos jamais se cansam ou sentem dor. Eles não têm tempo para pensar nisso. Em sua frente, eles observam as centenas de pessoas que estão ali, somente para admirá-los, aplaudi-los e, por alguns instantes, amá-los.

A cada vôo extraordinário, um suspense entre os espectadores, as respirações cessam, todos estão somente observando atônitos ao bailarino flutuando por segundos, e…Oh! Ele deixa seu vôo e cai com tamanha leveza que os aplausos chovem! O brilho surge nos olhos das crianças, adultos e senhores. Os sorrisos que estavam retraídos, agora mostram-se para que os dançantes sintam a energia que transmitem, e a recebam de seu público em dobro através da felicidade!


A gratidão de todos que estão a admirá-los torna-se nítida e permanecem apreciando a graciosidade que lhes é oferecida. As belas mulheres com movimentos dominadores e quase impossíveis. Os homens a voar como águias, sustentando suas damas dançando, servindo de suporte para as peripécias femininas. É brilhante! Indescritível! Precisam assistir para ver como não minto e nem exagero em apenas um só momento!

O ballet nos dá o domínio do corpo e da mente. Transmite paz aos corações…E nos demonstra a magia de viver! Unimo-nos aos nossos companheiros de ato, seguimos uma linha de sincronia quase impossível ao ser humano (mas não a um bailarino!). Demonstra-se que com uma simples representação, podemos perceber o quão gostoso é viver e sentir-se vivo!

Porém, já lhes tomei muito tempo por hoje. Que o ballet o tome daqui para frente! Parafreando os ensinamentos do estelar mestre Yoda: “Que a arte esteja com vocês!”.

Texto publicado em mural da escola Eliana Andrés de Almeida Souza em 17/03/2005

Anúncios
Esse post foi publicado em Crônicas e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s