Coseas reavê documentos e objetos deixados na ocupação

São Paulo 23/9/2010 (JC – USP) – Participantes da Ocupação da Coseas devolveram à direção da Coordenadoria de Assistência Social parte dos arquivos e objetos que estavam em seu poder, no dia 10 agosto. A entrega aconteceu uma semana após Waldyr Antonio Jorge, coordenador da instituição, exigir a devolução dos materiais por meio de um comunicado divulgado nos corredores do Crusp. Entre os itens requisitados no informe havia prontuários, eletrodomésticos, aparelhos telefônicos e objetos pessoais de funcionários.

O material recebido ainda precisa ser examinado por uma Comissão de Averiguação, mas, em uma análise preliminar, Waldyr já afirmou que os documentos não totalizam sua exigência de 4.000 prontuários de Arquivo Vivo (dados sobre beneficiados por programas sociais oferecidos pela Universidade). “Em sua maior parte, a remessa entregue é composta de Arquivo Morto”, afirma o coordenador. Os estudantes alegam que não possuem mais nenhum documento.

Um dos representantes da Ocupação, que prefere não se identificar, afirma que “eletrodomésticos geladeira e micro-ondas não serão devolvidos por serem necessários para manter condições mínimas de convivência no espaço”. Com relação ao pedido de 16 computadores da Sala Santander, os ocupantes dizem que o material não pertence à Coseas, mas é resultado de uma parceria entre o banco e a USP para auxiliar os alunos. Dessa forma, começaram a disponibilizar a sala como uma pró-aluno há algumas semanas.

A disponibilidade dos computadores foi interrompida, no entanto, no último dia 29 em razão de um corte no fornecimento de energia elétrica. A Associação de Moradores do Crusp (Amorcrusp) protocolou um pedido de religamento no dia 4 de agosto, mas continua sem resposta formal da Coordenadoria do Campus da Capital do Estado de São Paulo (Cocesp). O coordenador Waldyr afirma que o dano ocorreu por sobrecarga. O reparo, porém, ainda não foi efetuado porque a Cocesp, ao chegar ao local do incidente, encontrou ligações clandestinas e recusou-se a realizar manutenção, mantendo os moradores ainda sem luz.

Comunicado divulgado pela Coseas (foto: Reprodução)

Comunicado divulgado pela Coseas (foto: Reprodução)

Pedido de energia feito pelos moradores (foto: Reprodução)

Pedido de energia feito pelos moradores (foto: Reprodução)

Anúncios
Esse post foi publicado em Jornal do Campus da USP, Reportagens e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s