Paixão e Amor

Olá! Hoje estou aqui para contar-lhe um pouco sobre minhas experiências com estes dois pestinhas que adoram nos atormentar. A Paixão e o Amor.

Acontece quando menos se espera. Você pode estar andando na rua, passeando pelo parque, esperando o ônibus e, de repente, puf! Foi tragado por um dos dois!

Comigo ocorreu numa biblioteca, isso mesmo, uma biblioteca. Percorria eu, inocente, despreocupado, pulsando calma e normalmente entre as estantes dos vastos corredores, quando, do nada, ela me pegou! Chegou tão repentinamente que não pude esboçar qualquer espécie de reação! Naquele momento, a Paixão havia feito mais um refém.

Bastou somente um olhar. Eu a vi procurando alguns livros de matemática e física (incógnitas eternas para mim!) escritos por Malba Tahan, grande matemático sarraceno de eras passadas. Inconscientemente, comecei a agir de forma estranha. Faltou-me ar, senti tontura, fiquei totalmente escarlate, inchado, minhas veias dobraram de tamanho e iniciei uma pulsação completamente desvairada! Jamais senti algo igual! Nessa hora, percebi que a Paixão me tomou para si!

A Paixão é uma dessas traquinas que adoram brincar. Gosta de brincar de pega-pega, de esconde-esconde, quer ficar bem próxima do outro. Ama receber abraço e dar muitos beijos! Sempre está inquieta e não nos deixa parar de querer estar agarrado ao outro nem por um instante! Porém, quando percebe que seu dominado já não é tão bobo como fora, que sua chama acalmou-se, que este foge ao seu domínio, que se perde no olhar do ser amado e não mais em seus braços… ela logo chama quem? O Amor!

Pronto! Armou-se a zorra! Se já era difícil controlar a Paixão agindo sozinha, aliada ao Amor, torna-se quase impossível! O Amor é mais ingênuo que sua comparsa. Menos agitado, mais pensativo, sonhador, se preocupa mais com a pessoa que gosta do que consigo mesmo. Contudo, às vezes, é também egoísta. Inventa de habitar somente um, e não dois seres. Hum… isso gera muita tristeza.

Mas logo que percebe não ter graça brincar sozinho, ele parte atrás de outro e só retorna quando for aclamado e querido por dois. Diferente da Paixão, o Amor gosta muito de escrever, de falar, fica horas a fio somente a olhar para o nada, querendo que o tempo parasse só para permanecer naquele instante eternamente, assistindo ao sorriso de sua bela companheira, elogiando a sua beleza natural, desejando acariciar-lhe a face, fazendo promessas de longa data e declamando-lhe poemas antológicos de Vinícius de Moraes… ele é muito romântico.

No entanto, apesar de deixar-nos confusos, bobos, um tanto malucos e até mesmo bem infantis, estes dois são os mais puros dentre todos os sentimentos! É por meio deles que podemos descobrir o sentido de viver. Enquanto amamos e somos amados, não existem barreiras e nem obstáculos para atingir a felicidade. A Paixão nos faz tomar atitudes inimagináveis, nos faz agir sem pensar, calcular. É graças a sua ajuda que tomamos as decisões mais sábias de todas, pois são verdadeiras e impensadas, somente sentidas.

Por isso, acredite. Esses dois estão por aí, esperando somente uma brecha para te mostrar que não são mitos e existem para mudar o mundo. E se você quiser, assim como eu, descobrir novas habilidades, funções, perceber que não é somente um bombeador desvairado e provar as sensações mais bobas, alucinantes, verdadeiras e gostosas da vida, não tenha medo quando os encontrar. Pare de pensar, porque isso não funciona com eles. Somente sinta-os e se deixe levar. É esse o conselho que te dou. E lembre-se: o importante não é viver até os cem anos, e sim viver cada respiração o mais intensamente possível e agir como se fosse a última. Ops! Esqueci de me apresentar. Muito prazer, me chamo Coração.

Texto escrito em 28 de fevereiro de 2006.

Anúncios
Esse post foi publicado em Crônicas e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s